História do melona


A história do picolé Melona começou em 1998 no  Brasil quando o coreano Ik Hyoung Lee, que vive no país há mais de 30 anos, iniciou a importação do sorvete. Na época, seu Ik só fazia vendas simbólicas nas poucas lojas de produtos coreanos no país. Lançado em 1991 na Coréia do Sul, o MELONA teve uma rápida aceitação, e hoje vende, naquele país, uma média de 2 milhões de unidades por ano.
Em 2007, Sr. Ik Houng Lee, se separou da sociedade com os seus irmãos mais novos e fundou a M-CROSS para distribuir e disseminar o MELONA. Foram suficientes 10 novos pontos no bairro da LIBERDADE em São Paulo, onde os “first adopters” puderam experimentar o produto e passear com o picolé verde pela feirinha de domingo que se realiza no bairro.
Durante anos as vendas do MELONA no Brasil permaneceram estacionadas  em 80 mil unidades por ano. A partir de 2007, do “viral”, e providências complementares, 480 mil unidades foram vendidas naquele ano, e só no primeiro trimestre de 2008, 320 mil unidades. Só não bateu na casa dos 400 mil por conta da greve da Receita Federal que reteve um container com 80 mil picolés.
Hoje é possível encontrar o picolé Melona em diversos bairros de São Paulo, incluindo restaurantes por kilo e padarias.